Fale com a Ouvidoria
Portal do Beneficiário | Ainda não sou cadastrado!  


Central de Teleatendimento (2ª a 6ª feira - 7:30h às 19:30h) - Tel.: (21) 2126-7000

CAC - Caixa de Assistŕncia dos Servidores da CEDAE


Dicas de Sa├║de


Compartilhe:


INFORMAÇÃO É A MELHOR ARMA CONTRA O CÂNCER DE MAMA


Apesar das grandes campanhas veiculadas nas mais diversas mídias, o número de mulheres atingidas pelo câncer de mama ainda é alto no planeta. Por esta razão, o mês de outubro serve de alerta para este importante problema de saúde.

O movimento Outubro Rosa remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro.

 

O que é o câncer de mama?

As nossas células possuem informações chamadas genes que mostram como devem ser suas tarefas. Quando ocorrem erros nesses genes, as células perdem sua função normal e passam a desenvolver atividades anormais, como, por exemplo, um crescimento desordenado, formando o que chamamos de tumor.
Isto também pode acontecer nas células das mamas e é o que chamamos de câncer de mama maligno.

 

Pode ser prevenido?
O câncer de mama ainda não pode ser prevenido, mas diagnosticado o mais cedo possível. Para isto recomenda-se que as mulheres conheçam seu corpo desde que apresentem o crescimento das mamas na adolescência. O auto-exame local pode ser feito pelo menos uma vez ao mês, preferencialmente no mesmo dia do mês para que as mulheres se familiarizem com suas mamas.

Após os 40 anos, a mamografia começa a ser um exame importante para a detecção da doença e recomenda-se que seja feito pelo menos uma vez por ano a partir daí. Todas as mulheres deveriam procurar um mastologista para acompanhamento e exame anual durante sua vida, mas principalmente a partir dos 40 anos.

Portanto, não perca tempo e agende sua consulta com um médico credenciado da CAC de sua confiança.


Sintomas

Em geral não há sintomas iniciais. A partir do momento que começa a ser palpável, pode estar associado a um caroço na mama. Também pode ser representado por áreas de abaulamentos ou retrações de pele. Manchas ou alterações na pele da mama. Ainda pode estar ligado com saída de líquido do bico da mama, geralmente no caso do câncer estes líquidos são sanguinolentos ou semelhantes à cor da água de geladeira ao descongelarmos o congelador.

Ao contrário dos que muito pensam, a dor mamária é um sintoma muito comum das mulheres, mas raramente está associada ao câncer de mama. A dor das mamas geralmente possui causas ligadas a alterações hormonais ou emocionais.


Tratamento

Os tratamentos resumem-se em clínicos e cirúrgicos. Os cirúrgicos envolvem os tratamentos conservadores, aqueles que preservam a mama como as tumorectomias, quadrantectomias e os radicais - conhecidos como mastectomias.

A maioria dos cânceres de mama podem “metastatizar” para a axila, portanto a avaliação axilar pode ser feita através do linfonodo axilar ou dissecção axilar quando a sentinela possui células neoplásicas. Hoje em dia, há uma modalidade conhecida como oncoplásticas, ou seja, tratamentos conservadores que usam técnicas de cirurgia plástica para o tratamento do câncer de mama.

O tratamento clínico envolve vários tipos de medicamentos chamados quimioterápicos e hormonio terápicos, cada qual com sua função e efeito colateral.

Além disso, existe a radioterapia que deve ser empregada na sequência do tratamento cirúrgico, conservador ou em casos específicos de câncer
avançado.

De maneira geral o tratamento é individualizado, portanto cada caso será estudado particularmente e receberá um tratamento específico.

 

Quais os estágios do câncer de mama?

Os estádios do câncer de mama são formas que os médicos dão de dar notas para o momento da doença do paciente no caso do câncer de mama são divididos em 5 tipos:

  • Estágio 0: quando a doença esta restrita ao local onde começou (carcinomas in situ)
  • Estágio 1: a doença invadiu a região local, mas possui no máximo 2cm de tamanho (carcinomas invasivos = tem chance de mandar células para outras
    partes do corpo)
  • Estágio 2: a doença invadiu a região local, mas possui entre 2 e 5cm de tamanho e ínguas pouco comprometidas na axila (carcinomas invasivos)
  • Estágio 3: a doença invadiu a região local, mas possui tamanho maior que 5cm ou ínguas muito comprometidas na axila (carcinomas invasivos)
  • Estágio 4: quando a doença invadiu outras partes do corpo como: ossos, pulmões, fígado, etc


Ver mais Dicas de Sa├║de


http://www.ans.gov.brANS - nº 321869

Sede: Av. Presidente Vargas, nº 463/ 15º andar. Centro, Rio de Janeiro - RJ. CEP: 20071-908. Tel.: (21) 2126-7000. E-mail: cac@cac.org.br
© 1988-2010 CAC - Caixa de Assistência dos Servidores da CEDAE

Patrocinadoras:
Nova CEDAEPRECE - Previdência Complementar